Mais de 15% da população idosa do Brasil desenvolveu algum tipo de depressão. Como isso ocorre e como proceder nesse caso?

Rio de Janeiro 31/1/2020 – Dentre muitos relatos e pesquisas sobre depressão em idosos, é visto que muitos se queixam ou se isolam por pensarem ser um fardo.

De acordo com pesquisa realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) a população de idosos está cada vez mais extensa na pirâmide etária, assim como a taxa de idosos depressivos. Estes atingem 15% da população presente em meio familiar e até 50% dos hospitalizados ou deixados em asilos.

Sintomas de depressão em idosos

Segundo Djavan Marques, diretor da KeepHome, empresa de cuidador de idosos no Rio de Janeiro, para identificar se um idoso está com sintomas de uma possível depressão é necessário analisar sintomas que podem ou não estar aparentes, sendo isolamento e tristeza os mais notórios entre eles.

Segundo afirma, após analisar muitos relatos e pesquisas sobre o assunto, constatou-se que a principal causa de isolamento é a crença de ter se tornado um fardo aos familiares.

Principal sintoma: humor alterado

Tristeza: Por crerem ser um fardo para a família;
Desânimo: Leva-os a abandonar hábitos costumazes;
Irritabilidade: Estressam-se facilmente, essa doença atinge o sistema nervoso tornando-os agressivos;
Sentimentos de abandono: Sentem-se rejeitados pelos familiares;
Ideias de morte: Pensamentos suicidas tornam-se frequentes;
Tentativas de suicídio: Em casos extremos, a tentativa de morte é realizada.

Sintomas psicóticos

Ideias paranóides: Pensamentos frequentes que amigos e/ou familiares tramem-lhe algum infortúnio;
Delírios de morte: Doença mental que leva o idoso a se isolar de amigos e parentes, perder o interesse do autocuidado, sofrer de aguda tristeza e sentir-se como “morto” entre vivos.
Sintomas cognitivos

Dificuldades de concentração: Dificuldades para se concentrar em atividades usuais;
Perda de memória: Processo de esquecimento de pessoas, lugares e objetos;
Insegurança: Sentimento de inferioridade;
Sensação de fadiga: Sente-se facilmente cansado;
Perda de energia:Sente-se sem disposição para para elementos aprazíveis de sua rotina.

Prevenção

Segundo Djavan Marques, as melhores iniciativas a serem tomadas é ajudá-lo a novamente sentir vontade de viver, despertar o desejo de conhecer novas pessoas, lugares e criar dentro de si a aspiração de realizar sonhos e/ou projetos que foram abandonados.

O idoso deve sentir-se feliz e amado no lar em que vive. Um animal de estimação pode colaborar no processo de demonstração de fato e sentimento de acolhimento.

Confira algumas sugestões de atividades para ajudar o idoso a prevenir a depressão.

Visitar novos lugares como parques, bibliotecas, praças;
Reunir-se com amigos, fazer atividades físicas;
Inscrever em cursos do interesse do idoso;
Participar de grupos de dança, ginástica ou algum esporte.
Realizar encontros em família;
Fazê-lo se sentir importante e amado.

Veja abaixo os cuidados e tratamentos medicinais mais comuns de serem encontrados no mercado:

PSICOTERAPIA

A psicoterapia é apontada como uma das melhores formas de auxiliar a qualidade de vida do idoso.

Funcionando basicamente como uma sessão de terapia, o público da terceira idade usualmente manifesta vontade de expressar numerosas reclamações no que tange a sentimentos de abandono e depressão.

TERAPIAS DE EXERCÍCIOS

A terapia de exercícios visa restaurar forças, habilidades e capacidades do paciente, facilitando então o engajamento em atividades de lazer, potencializando assim também a qualidade de vida.

ANTIDEPRESSIVOS

Alguns pesquisadores apontam que a utilização de antidepressivos é uma das melhores opção de tratamento, ainda que seja necessário cuidar para que não tragam riscos à saúde.

Outros entretanto, de acordo com o G1 , apontam que problemas com diabetes e coração podem ser causados por certos medicamentos.

Por esta razão vale ressaltar que antes de utilizar qualquer um tratamento, é importante consultar um especialista, a depressão em idosos pode ser algo muito perigoso se não for devidamente tratada.
Informações Adicionais:

As informações acima foram gentilmente cedidas pela KeepHome e são de responsabilidade exclusiva dos mesmos. Dúvidas e sugestões devem ser direcionadas à empresa através dos dados abaixo:

Site Oficial: https://keephome.com.br
Matriz: Rua da Assembléia, 10, 31ª andar, Sala 3111 – Centro – 20011-901 – Rio de Janeiro – RJ
Telefone: (21) 2739-6723
Email: contato@keephome.com.br

Website: https://www.keephome.com.br

Web Site: