A Inovação é Essencial no Mundo Corporativo?

A inovação é essencial quando se trata de uma empresa, visto que a modernização dos modelos de negócio, processos, produtos e serviços fazem parte da subsistência da companhia no mercado contemporâneo.

A inovação é de extraordinária importância para o desenvolvimento contínuo da humanidade.

Data: 14/11/2017

Juliana Oliveira Nascimento

A inovação é de extraordinária importância para o desenvolvimento contínuo da humanidade.

Neste prisma, a palavra inovar significa realizar inovações, capacidade de introduzir novidades. Ainda, de produzir ou mesmo volver algo novo, renovar, restaurar.

No que se refere ao seu conceito, destaca-se a previsão no ordenamento jurídico brasileiro do artigo 2º, inciso IV da Lei n.º 10.973 de 2 de dezembro de 2004 que compreende como inovação a “introdução de novidade ou aperfeiçoamento no ambiente produtivo e social que resulte em novos produtos, serviços ou processos ou que compreenda a agregação de novas funcionalidades ou características a produto, serviço ou processo já existente que possa resultar em melhorias e em efetivo ganho de qualidade ou desempenho”. (Nova redação promulgada na Lei nº 13.243, de 2016).

Logo, a inovação se concebe como algo novo ou o aprimoramento que pode ser implantado sobre uma atividade e/ou produto já existente, que seja fruto de uma invenção ou apresente a associação de novidades funcionais ou distintivas em produtos, processos ou serviços.

Enfatiza-se que o artigo 218 da Constituição da República passou a estabelecer a partir da Emenda n.º 85/2015 que “Estado promoverá e incentivará o desenvolvimento científico, a pesquisa, a capacitação científica e tecnológica e a inovação”. .

Salienta-se que o tema inovação é pauta relevante no Brasil que necessita de forma premente, enquadrar-se na visão futurística de crescimento, já consolidada em países com elevado desenvolvimento, a exemplo da Alemanha.
Neste ínterim, traz se à baila o entendimento do autor Glauco Arbix, quando indica a inovação como “força e virtude”. Com esse sentido amplo, inovação tem hoje presença obrigatória nas estratégias de desenvolvimento no mundo todo.

Desta forma, a inovação, nos dias atuais é essencial, pois, se faz necessário, que processos, serviços e produtos sempre estejam em constante aprimoramento.

Na concepção corporativa de Peter Drucker é proeminente a atuação e reconhecimento dos executivos com visão arrojada, para que a inovação seja implantada na organização de modo que as ideias se transformem em “produto, processo, negócio ou tecnologia”.

Por conseguinte, a companhia que detém a concepção inovadora encontra-se a frente de seu tempo, pois em um ciclo contínuo se prepara para abandonar seus processos e serviços antigos, para se modernizar.

Salienta-se, mesmo diante de períodos de crise, a empresa não deve deixar de investir na inovação para a sua permanência no mundo dos negócios, de modo que venha continuar a agregar valor e atuar com competitividade.

A inovação tem crescido paulatinamente, mas, essa cultura precisa estar mais arraigada na conjuntura brasileira. Ainda, se faz necessário avançar a novos rumos, de modo que a inovação venha a se consolidar a passos largos, em desenvolvimento solidificado e vigoroso, acompanhando a velocidade da luz das mudanças e transformações tecnológicas que se atualmente se encontra no planeta.

Diante do exposto, tem-se que inovar é essencial quando se trata de uma empresa, visto que a modernização dos modelos de negócio, processos, produtos e serviços fazem parte da subsistência da companhia no mercado contemporâneo.

Juliana Oliveira Nascimento

Advogada e Docente Especialista em Compliance, Governança Corporativa e Direito Empresarial. LL.M Master of Laws - International Business Law pela Steinbeis University Berlin (Alemanha). Mestranda no Mestrado em Direito da UNIBRASIL. Membro do Instituto Compliance Brasil e uma das fundadoras do Compliance Women Committee. Integrante da Comissão de Direito Empresarial e do Pacto Global da OAB.