Planos para transformar AlUla, na Arábia Saudita, no ‘maior museu vivo do mundo’ até 2035, apresentado no Fórum Urbano Mundial 2020

ABU DHABI, Emirados Árabes Unidos 14/2/2020 –

A Royal Commission for AlUla revela sua estrutura e plano diretor para o desenvolvimento sustentável, responsável e de longo prazo do município de 22.000 km quadrados que deve atrair 2 milhões de visitantes até 2035O lançamento no Fórum Urbano Mundial da ONU estabelece os planos e 12 princípios orientadores para proteger, preservar e desenvolver a região globalmente significativa que abriga o primeiro Patrimônio Mundial da Arábia Saudita, que será aberto ao público em outubro de 2020

Um marco na Visão de 2030 daArábia Saudita para estabelecer AlUla como o maior museu vivo do mundo e um importante destino de turismo cultural, artístico e de aventura foi alcançado nesta semana,àmedida que o plano da AlUla foi revelado no 10.o Fórum Urbano Mundial da ONU.

Este comunicado de imprensa inclui multimédia. Veja o comunicado completo aqui: https://www.businesswire.com/news/home/20200214005536/pt/

AlUla’s community is at the heart of the newly revealed masterplan (Photo: AETOSWire)

AlUla’s community is at the heart of the newly revealed masterplan (Photo: AETOSWire)

Os visitantes experimentaram a AlUla e seus plano diretor através de uma série de displays interativos projetados para transportá-los ao noroeste da Arábia Saudita, que contém Hegra, o primeiro Patrimônio Mundial da UNESCO do Reino e mais de 7.000 anos de vestígios arqueológicos de sucessivas civilizações.

AlUla é conhecida por sua notável beleza natural, bem como sua enorme diversidade arqueológica. Também está moldando um novo cenário cultural na Arábia Saudita. Este mês, a AlUla sediou a primeira Conferência Hegra de Prêmios Nobel e o DesertX AlUla, a primeira instalação de arte ao ar livre responsiva ao local, apresentando o trabalho de artistas sauditas e internacionais.

O CEO da Royal Commission for AlUla (RCU), Amr AlMadani, disse: “Escolhemos o Fórum Urbano Mundial como uma plataforma global credível para se envolver com os principais desenvolvedores e especialistas em sustentabilidade do mundo e compartilhar nossos planos para o desenvolvimento responsável e de longo prazo da AlUla como o maior museu vivo do mundo. Ao combinar o patrimônio com a natureza, estamos transformando a paisagem cultural de AlUla e estabelecendo o município como um destino turístico global, com uma economia próspera e uma comunidade local.”

“Convidamos especialistas de todo o mundo para se juntarem a nós em nossa jornada, o que significa que aprendemos e inovamos juntos. Vemos um caminho claroàfrente,àmedida que atraímos investimentos e continuamos a proteger, preservar, compartilhar e louvar nossa herança e natureza com o mundo.

“Não apenas abrimos nossas portas para os viajantes que se beneficiam dos novos vistos de turista da Arábia Saudita, como também fornecemos a infraestrutura que é central para o crescimento.

“Inauguramos um novo aeroporto com potencial para se tornar um centro de transporte e logística para o noroeste da Arábia Saudita, bem como para o Maraya, nosso novo teatro de 500 lugares e casa para eventos de entretenimento, negócios e comemorações, que também é a maior estrutura espelhada no mundo.”

A Arábia Saudita pretende receber dois milhões de visitantes por ano no AlUla até 2035. A RCU estima que o projeto criará mais de 67.000 novos empregos – quase metade deles no setor de turismo.

Francesca Arici, diretora interina de planejamento e zoneamento do condado da RCU, é responsável por coordenar o desenvolvimento dos planos mestre e informou diversas organizações e agências do Fórum sobre a estratégia futura da Comissão.

Ela disse: “Estamos caminhando com ritmo, mas assegurando que compreendemos as necessidades e demandas da comunidade local, enquanto trabalhamos juntos por um objetivo comum. Uma série de grandes planos de infraestrutura já foi realizada e prevê-se que introduziremos novas licenças de construção e diretrizes de design para a AlUla já em março, impulsionando o crescimento econômico e a prosperidade locais.”

A comunidade existente da AlUla está no centro do plano diretor. A RCU já realizou treinamento de hospitalidade de classe mundial para os residentes, para criar equipes de Rowah (guias turísticos), guardas florestais e Hammayah (guardiões do patrimônio). Os graduados do ensino médio da AlUla receberam patrocínios para estudar em universidades internacionais de primeira classe, na França, Reino Unido, EUA e Austrália, liberando seu talento para executar e desenvolver a visão do Plano Diretor.

O processo de planejamento mestre baseia-se na política de estrutura da RCU, contida em sua Carta e em 12 princípios orientadores. Elas abrangem todo o espectro da política de desenvolvimento, desde a salvaguarda da paisagem natural e cultural, enquanto desenvolvem o AlUla como um patrimônio mundial, artes e cultura, destino, para proteger os ecossistemas e a vida selvagem; construção de uma agricultura equilibrada e garantia de turismo responsável.

Cerca de 80% do município de AlUla será protegido, incluindo locais de patrimônio cultural e natural, onde o RCU trabalhará de mãos dadas com a comunidade local para garantir a preservação e o desenvolvimento da proteção sensível.

O CEO Amr AlMadani acrescentou: “A estratégia de desenvolvimento equilibrado coloca as pessoas em primeiro lugar como parte de um compromisso mais amplo de se tornar um museu vivo aberto para o mundo e um centro global de projetos de cultura, patrimônio, artes e ecoturismo. AlUla é um presente da Arábia Saudita para o mundo.”

Sobre AlUla

Localizada a 1.100 km de Riyadh, no noroeste da Arábia Saudita, AlUla é um lugar de extraordinário patrimônio natural e humano. A vasta área, cobrindo 22.561 km², inclui um vale de oásis exuberante, montanhas de arenito imponentes e antigos patrimônios culturais que datam de milhares de anos até quando os reinos de Lihyan e Nabataean reinaram.

O local mais conhecido e reconhecido em AlUla é Hegra, o primeiro Patrimônio Mundial da UNESCO na Arábia Saudita. Além de Hegra, a AlUla abriga uma série de locais históricos e arqueológicos fascinantes, como: Dadan antigo, a capital dos reinos de Dadan e Lihyan; milhares de locais antigos de arte rupestre; e estações ferroviárias Hijaz.

Sobre a Royal Commission for AlUla

A Comissão Real de AlUla (RCU) foi criada por decreto real em julho de 2017 para proteger e salvaguardar AlUla, uma região de notável significado natural e cultural.

Os 12 princípios orientadores da Carta da Comissão Real para a AlUla são:

  1. Salvaguardar a paisagem natural e cultural
  2. Louvar o patrimônio, a cultura e as artes como destino global
  3. Sustentar todos os sistemas ecológicos e vida selvagem
  4. Promover uma agricultura equilibrada
  5. Desenvolver um turismo com um toque leve
  6. Garantir conectividade sutil
  7. Revitalizar, restaurar e regenerar o ambiente construído
  8. Possibilitar o desenvolvimento da comunidade local
  9. Incorporar infraestrutura imaginativa em todos os sistemas
  10. Integrar segurança invisível
  11. Projetar locais, produtos e sistemas seguros e saudáveis ​​dentro da economia circular
  12. Praticar o design antecipatório

*Fonte: AETOSWire

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Contato:

Caroline Rowe, +966593334393

PublicRelations@rcu.gov.sa

Fonte: BUSINESS WIRE

Web Site: