Ponto de Inflexão na Nuvem Global: O Relatório de Ameaça a Dados da Thales – Edição Global de 2020 -aponta que as organizações lutam com a segurança após a Transformação Digital

PARIS LA DÉFENSE 24/2/2020 –


Metade (50%) de todos os dados agora armazenados em ambientes em nuvem e 47% das organizações sofreram alguma violação ou falharam em uma auditoria de conformidade no ano passado

Multi-nuvens globais ocasionam grandes desafios de segurança, acionando vulnerabilidades de segurança, uma vez que 100% dos entrevistados possuem algum dado confidencial em nuvem que não é criptografado

Impacto da computação quântica iminente, já que 72% das organizações pesquisadas a veem afetando-as nos próximos cinco anos

Segundo o Relatório de Ameaça a Dados da Thales – Edição Global de 2020 com a pesquisa e análise da IDC, as organizações alcançaram um ponto de inflexão global em nuvem, fazendo com que enfrentassem desafios de segurança da transformação digital (DX). Hoje, metade (50%) de todos os dados corporativos é armazenada em nuvem e quase a metade (48%) destes dados é considerada sensível. Com o uso de diversas nuvens se tornando o novo normal para as empresas, todos os entrevistados disseram que pelo menos alguns dos dados confidenciais armazenados em nuvem não são criptografados e 49% indicaram a nível mundial que sofreram uma violação. Além das complexidades de DX e das diversas nuvens, o estudo global mostra que a computação quântica disparou como uma das principais preocupações, com 72% das organizações alegando que afetará suas operações de segurança e criptografia nos próximos cinco anos.

Este comunicado de imprensa inclui multimédia. Veja o comunicado completo aqui: https://www.businesswire.com/news/home/20200224005434/pt/

(Photo: Thales)

(Photo: Thales)

A Thales irá organizar um seminário via web, “O Estado Global de Segurança de Dados: Confiança Zero em um Mundo com Diversas Nuvens”, para discutir o relatório global em mais detalhes na quinta-feira, 5 de março, às 11:00 ET. Para participar, acesse a página de inscrição.

A corrida pela transformação digital e as consequências da segurança

Com a participação de 1.723 executivos responsáveis pela, ou influenciar, segurança de TI e dados em todo o mundo, o relatório de ameaças deste ano se aprofundou em desafios específicos de segurança resultantes da “Era DX”. O relatório revelou que, quanto mais transformada digitalmente, maior a probabilidade de uma organização ser violada. Enquanto as organizações que buscam a DX estão captando vantagens competitivas, a corrida mundial para implementar tecnologias disruptivas está criando novas vulnerabilidades, resultando em violações de dados e falhas na auditoria de conformidade. Segundo o relatório, 45% das organizações nas duas principais categorias de DX, software como serviço (SaaS) e mídia social, sofreram uma violação no ano passado.

Diversas nuvens é o novo normal, mas uma barreira superior para a segurança de dados

As empresas estão utilizando vários ambientes de infraestrutura como serviço (IaaS) e plataforma como serviço (PaaS), além de centenas de aplicativos SaaS. Oitenta e um por cento estão utilizando mais de um fornecedor de IaaS (o número nos EUA é de 86%), 81% têm mais de um fornecedor de PaaS (o número nos EUA é de 86%) e 11% têm mais de 100 aplicativos SaaS para gerenciar. À medida que mais dados migram para a nuvem, a segurança se torna mais complexa. Quase 40% dos entrevistados classificam a complexidade como sua principal barreira percebida para implementar a segurança de dados, um pouco abaixo dos 44% do ano passado.

A computação quântica está no horizonte

O relatório global chama nova atenção ao impacto esperado da computação quântica. Nos próximos cinco anos, 72% das organizações acreditam que o poder da computação quântica afetará suas operações de segurança de dados, enquanto 27% a consideram uma ameaça no próximo ano, destacando a necessidade de as organizações melhorarem sua força de criptografia pós-quantum.

Nem todas as indústrias estão adotando a transformação digital na mesma proporção

O Relatório de Ameaça a Dados da Thales – Edição Global de 2020 também explora como os setores de governo, serviços financeiros, assistência médica e varejo adotam a transformação digital em vários graus e os desafios de segurança associados. As organizações governamentais federais globais se consideram as mais avançadas, com quase metade (49%) dos respondentes de governo fazendo a disrupção agressiva nos mercados em que participam ou incorporando recursos digitais que permitem mais agilidade da empresa. Os cuidados com a saúde acompanharam de perto 47%, o varejo 45% e os serviços financeiros 30%. Cinquenta e quatro por cento dos respondentes de serviços financeiros sofreram uma violação de dados ou falharam na auditoria de conformidade este ano, seguidos por governo em 52%, varejo em 49% e assistência médica em apenas 37%.

Principais tópicos para melhorar a segurança de dados

A segurança de dados é desafiadora, mas por Big Data, IoT e contêineres, a criptografia é um fator essencial para adoção e uso. Com base nas descobertas deste ano, a IDC recomenda as seguintes estratégias principais para profissionais de segurança:

  • Investir em ferramentas modernas, híbridas e de segurança de dados baseadas em diversas nuvens que fazem o modelo de responsabilidade compartilhada funcionar.
  • Considerar um modelo de confiança zero para proteger dados.
  • Aumentar o foco em soluções de descoberta de dados e na centralização da gestão chave para fortalecer a segurança de dados.
  • Concentrar-se em vetores de ameaças sob seu controle.
  • Utilizar a criptografia para permanecer vigilante contra a realidade de riscos a dados na atualidade.

Para ter acesso a mais descobertas importantes e práticas recomendadas de segurança, baixe uma cópia do Relatório de Ameaça a Dados da Thales – Edição Global de 2020.

“À medida que as organizações enfrentam desafios cada vez maiores e mais complexos de segurança cibernética devidoàadoção de diversas nuvens e transformação digital, elas precisam de formas mais inteligentes e melhores de abordar a proteção de dados. A confiança zero é uma iniciativa fantástica para autenticar e validar usuários e dispositivos que acessam aplicativos e redes, mas fazem pouco para proteger dados confidenciais, caso estas medidas falhem. O emprego de soluções robustas de descoberta de dados, proteção, prevenção de perda de dados e criptografia fornece uma base adequadaàsegurança de dados, completando o objetivo da proteção cibernética generalizada.”

Frank Dickson, Vice-Presidente de Programas e Produtos de Segurança Cibernética na IDC

“O Relatório de Ameaça a Dados da Thales – Edição Global de 2020 demonstra claramente que quantidades sem precedentes de dados confidenciais estão sendo armazenadas em ambientes com diversas nuvens por organizações de todo o mundo. Ter a segurança certa da nuvem no local nunca foi tão crucial. À medida que as redes 5G são lançadas, a IoT continua a se expandir e a computação quântica se aproxima da realidade, sendo que as organizações devem adotar uma mentalidade de proteção de dados mais moderna. O primeiro passo para proteger dados confidenciais é saber onde encontrá-los. Uma vez classificados, estes dados devem ser criptografados e protegidos com uma forte estratégia de gestão chave em diversas nuvens.”

Tina Stewart, Vice-Presidente de Estratégia de Mercado Global para Atividade de Proteção e Licenciamento de Nuvens na Thales

Informações e opiniões do setor sobre as últimas tendências em segurança de dados podem ser encontradas no blog da Thales em blog.thalesesecurity.com.

Siga a Thales no Twitter, LinkedIn, Facebook e YouTube.

Sobre a Thales

Thales (Euronext Paris: HO) é um líder global em tecnologia que está construindo o futuro do mundo, hoje. O Grupo fornece soluções, serviços e produtos aos seus clientes nos mercados aeronáutico, espacial, transporte, identidade e segurança digital e defesa. Com 80 mil funcionários em 68 países, a Thales gerou receitasde € 19 bilhões em 2018 (numa base pro forma, incluindo a Gemalto).

A Thales está investindo principalmente em inovações digitais – conectividade, Big Data, inteligência artificial e cibersegurança – tecnologias que apoiam negócios, organizações e governos em seus momentos decisivos.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Contato:

IMPRENSA

Relações com a Mídia da Thales

Segurança

Constance Arnoux

+33 (0)6 07 34 00 34

vanessa.viala@thalesgroup.com

Fonte: BUSINESS WIRE

Web Site: