Por que ainda é vantajoso apostar no Tesouro Direto?

Local:

Data:

11/9/2019 –

Quatro pontos que mostram porque essa prática ainda é interessante aos investidores

Durante muito tempo, investir em Tesouro Direto era garantia de alto retorno financeiro no Brasil. Com a taxa Selic batendo recordes históricos para controlar a inflação e o país registrando os maiores índices de juro real do planeta, o investimento no título público era a principal opção de quem desejasse se aventurar no mercado financeiro. Com o tempo, esses indicadores foram caindo e, hoje, poucos ainda falam sobre o assunto como alternativa para alocar o dinheiro. Mas será que essa categoria deixou de ser vantajosa? Abaixo quatro pontos que mostram porque ela ainda é interessante aos investidores:

1 – Conjuntura ainda é benéfica a este investimento
Os títulos do Tesouro Direto dependem da variação da Taxa Selic, determinada pelo Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central. De forma resumida, quanto maior o percentual, mais retorno financeiro o investidor terá. Desde março de 2018, o indicador está em 6,5%, o menor patamar da história do país. Contudo, ainda que a taxa esteja baixa na comparação com o passado, ainda coloca o Brasil como um dos países com os maiores indicadores de juro real (calculado pela diferença entre a Selic e a inflação). Ou seja, o cenário continua privilegiado para quem deseja um investimento seguro.

2 – Porta de entrada para ampliar a carteira de investimento
Não é segredo que o brasileiro tem um perfil conservador em relação ao dinheiro. A grande maioria ainda prefere investir em cadernetas de poupança, com rendimentos ínfimos. O Tesouro Direto possui diferentes categorias, como pós-fixado, pré-fixado e atrelado à inflação. O pós-fixado, por exemplo, é totalmente indicado para quem ainda tem receio sobre o setor por permitir um rendimento maior e mais seguro do que os investimentos de instituições financeiras.

3 – Perfil mais arrojado
Mas não é apenas o perfil mais conservador que pode ganhar dinheiro com esse tipo de investimento. Isso porque a expectativa do mercado financeiro é que a Taxa Selic caia ainda mais em 2019, atingindo 5,75% até o fim do ano, de acordo com a Pesquisa Focus. Ou seja, se comprar agora se pode ganhar dinheiro com a venda no futuro caso a queda da taxa de juros se confirme.

4 – Investimento mais simples entre os títulos públicos
É importante ressaltar que os títulos públicos são a base de todo o mercado financeiro e costumam ser o principal investimento dos valores depositados nos fundos de investimentos e pensão. O Tesouro Direto, portanto, é um programa criado para popularizar essa categoria em parceria com a B3 (responsável pela Bolsa de Valores brasileira). Na prática, é apenas uma plataforma de negociação desses títulos voltada exclusivamente às pessoas físicas. Ou seja, enquanto os demais títulos públicos costumam atrair investimentos milionários de empresas e corporações, o Tesouro Direto tem como missão ser essa opção mais simples para facilitar o acesso de todos a este mercado.

*Lucas Paulino é assessor de investimentos e sócio-fundador do Mais Retorno, plataforma de investimento personalizado com conteúdo educacional. https://maisretorno.com/

Web Site: