Candidato à vacina contra a dengue da Takeda demonstra proteção em crianças de quatro a 16 anos, independentemente da exposição anterior à dengue

CAMBRIDGE (EUA) e OSAKA (Japão) 7/11/2019 –


− New England Journal of Medicine publica a análise de endpoint primário do estudo de Fase 3 em andamento do candidato à vacina contra a dengue da Takeda
− Mais de 20 mil participantes do estudo em áreas endêmicas da dengue na América Latina e Ásia receberam duas doses do placebo ou do candidato à vacina contra a dengue da Takeda, administrados com intervalo de três meses
− Os resultados demonstraram uma eficácia global da vacina de 80,2% (12 meses de acompanhamento após a segunda dose) contra a dengue confirmada virologicamente; as análises exploratórias de endpoints secundários mostraram 82,2% de eficácia da vacina entre os soropositivos basais e 74,9% de eficácia da vacina entre os soronegativos basais; o candidato à vacina foi geralmente bem tolerado, sem riscos importantes de segurança observados até o momento
− A avaliação formal dos endpoints secundários de eficácia (18 meses de acompanhamento após a segunda dose) será apresentada ainda este ano; a segurança e eficácia serão avaliadas ao longo de quatro anos e meio

A Takeda Pharmaceutical Company Limited (TSE:4502/NYSE:TAK) (“Takeda”) anunciou hoje que os resultados da análise do endpoint primário do estudo clínico principal de Fase 3 em andamento de Eficácia da Imunização Tetravalente contra a dengue (TIDES) de seu candidatoàvacina contra a dengue ( TAK-003) foram publicados no New England Journal of Medicine. O candidatoàvacina contra a dengue da Takeda demonstrou proteção contra a dengue virologicamente confirmada (DVC), o endpoint primário do estudo, em crianças de quatro a 16 anos. A eficácia da vacina (EV) foi de 80,2% (intervalo de confiança [IC] de 95%): 73,3% a 85,3%; p<0,001) no período de 12 meses após a segunda dose, administrada três meses após a primeira dose. Graus semelhantes de proteção foram observados em indivíduos que tinham e não tinham sido previamente infectados com dengue com base em análises exploratórias planejadas de endpoints secundários (EV: 82,2% [IC de 95%: 74,5% a 87,6%] vs. EV: 74,9% [IC de 95%: 57,0% a 85,4%], respectivamente). Outras análises exploratórias mostraram uma redução de 95,4% nas hospitalizações associadasàdengue (IC de 95%: 88,4% a 98,2%). A eficácia contra doenças graves não pôde ser avaliada devido ao número limitado de casos. O início da proteção foi observado após a primeira dose, com 81% de EV (IC de 95%: 64,1% a 90,0%) entre a primeira e a segunda dose.

Este comunicado de imprensa inclui multimédia. Veja o comunicado completo aqui: https://www.businesswire.com/news/home/20191107005731/pt/

Takeda's new dengue vaccine manufacturing plant in Singen, Germany. (Photo: Business Wire)

Takeda’s new dengue vaccine manufacturing plant in Singen, Germany. (Photo: Business Wire)

O candidatoàvacina contra a dengue da Takeda foi geralmente bem tolerado e nenhum risco importante de segurança foi observado até o momento. O perfil de segurança observado foi consistente com os resultados relatados em estudos anteriores do TAK-003.1,2,3,4 O estudo TIDES continuará avaliando a segurança e eficácia nos sujeitos do estudo durante um total de quatro anos e meio.

“Os resultados desta primeira análise são muito encorajadores, indicando que a vacina poderia oferecer importantes benefíciosàsaúde pública contra a dengue e a hospitalização”, disse Humberto Reynales, MD, Ph.D., autor principal do artigo no New England Journal of Medicine. “Será importante analisar mais a fundo os resultados do estudo ao longo do tempo para avaliar a segurança e eficácia a longo prazo da vacina. Se dados mais longos de monitoramento confirmarem essa observação inicial estamos diante de um avanço significativo na luta global contra a dengue.”

“Segundo a Organização Mundial da Saúde, a dengue representa uma das 10 maiores ameaçasàsaúde global e é fundamental que tenhamos acesso a um candidatoàvacina seguro e eficaz que possa reduzir o impacto devastador da dengue nas regiões endêmicas”, afirmou In -Kyu Yoon, MD, consultor sênior do Instituto Internacional de Vacinas. “Historicamente, o desenvolvimento de vacinas contra a dengue tem sido um desafio, especialmente para as pessoas que nunca foram expostasàdengue, e esses resultados demonstram proteção contra a dengue, inclusive entre muitos participantes sem dengue prévia.”

Eficácia específica do sorotipo

As infecções pelo vírus da dengue causadas pelos quatro sorotipos foram observadas no estudo global TIDES. As análises exploratórias dos endpoints secundários mostraram eficácia variada segundo o sorotipo: a EV foi de 73,7% para o sorotipo 1 (IC de 95%: 51,7% a 85,7%), 97,7% para o sorotipo 2 (IC de 95%: 92,7% a 99,3%) e 62,6% para o sorotipo 3 (IC de 95%: 43,3% a 75,4%). Houve pouquíssimos casos de vírus da dengue de sorotipo 4 para avaliar completamente a eficácia nesse momento (EV: 63,2% [IC de 95%: -64,6% a 91,8%]).

As análises adicionais de endpoints exploratórios também mostraram que, para os sorotipos 1 e 2, os níveis de eficácia entre soropositivos e os soronegativos foram semelhantes. Para o sorotipo 3 da dengue, a EV nos soropositivos basais foi de 71,3% (IC de 95%: 54,2% a 82,0%) e, nos soronegativos, os resultados foram inconclusivos, mas sugeriram falta de eficácia (EV: -38,7% [IC de 95%: -335,7% a 55,8%]). Não foram observados casos de sorotipo 4 da dengue em participantes soronegativos.

Análise em andamento

No processo de publicação dos dados dos endpoints primários, a Takeda recebeu dados adicionais do estudo TIDES em andamento, que adiciona seis meses de acompanhamento e fornece uma avaliação formal dos endpoints secundários de eficácia. A análise do endpoint primário e a avaliação formal dos endpoints secundários serão apresentadas na 68a Reunião Anual da Sociedade Americana de Medicina Tropical e Higiene (ASTMH), de 20 a 24 de novembro de 2019, em National Harbor (EUA), e submetidas a uma revisão paritária.

“Estamos empolgados em compartilhar esses dados tão esperados de nosso estudo TIDES, que está avaliando o desempenho de nosso candidatoàvacina contra a dengue em um conjunto diversificado de países da Ásia e América Latina e em uma população de estudo que inclui, intencionalmente, uma grande proporção de crianças que nunca foram expostasàdengue”, disse Rajeev Venkayya, MD, presidente da Unidade Global de Negócios de Vacinas da Takeda. “Embora sejam necessários mais dados para entender completamente o perfil de segurança e eficácia do TAK-003, esses avanços sugerem, com muita força, que ele poderia ajudar a lidar com a enorme carga global da dengue em todas as populações. Esperamos compartilhar mais dados nas próximas semanas e envolver as autoridades de saúde e as comunidades científica, de saúde pública e médica nesses avanços, uma prioridade para a geração de evidências futuras e uma maneira pela qual podemos trabalhar juntos para maximizar o alcance e o impacto dessa vacina mediante a licença.”

O estudo TIDES de Fase 3 está em andamento e os dados a longo prazo serão importantes para determinar o perfil de eficácia e segurança, particularmente nos participantes soronegativos basais com o vírus da dengue de sorotipo 3. A Takeda está contratando especialistas em saúde global para fornecer informações sobre a carga da dengue em regiões endêmicas e análises dos resultados do estudo. Atualmente, o candidataàvacina contra a dengue da Takeda não está licenciada em nenhum lugar do mundo.

Sobre o estudo TIDES (DEN-301) de Fase 3

O estudo TIDES de Fase 3, duplo-cego, randomizado e controlado por placebo está avaliando a segurança e eficácia de duas doses do TAK-003 na prevenção da dengue sintomática confirmada em laboratório, de qualquer gravidade e devido a qualquer um dos quatro sorotipos do vírus da dengue em crianças e adolescentes.5 Os participantes do estudo foram aleatoriamente designados para receber placebo ou 0,5 ml do TAK-003 por injeção subcutânea no dia 1 e no dia 90.5 O estudo é composto de três partes. A análise do endpoint primário avaliou a segurança e eficácia da vacina (EV) até 15 meses após a primeira dose (12 meses após a segunda dose).5 A segunda parte do estudo continuou por mais seis meses para concluir a avaliação dos endpoints secundários de EV por sorotipo, status sorológico basal e gravidade.5 A parte final do estudo avalia a EV e a segurança a longo prazo, seguindo os participantes por mais três anos.5

O estudo está ocorrendo em locais endêmicos da dengue na América Latina (Brasil, Colômbia, Panamá, República Dominicana e Nicarágua) e Ásia (Filipinas, Tailândia e Sri Lanka), onde existem necessidades não atendidas na prevenção da dengue e onde a dengue grave é uma das principais causas de doenças graves e morte infantil.5 Foram coletadas amostras de sangue de referência de todos os indivíduos participantes do estudo para permitir a avaliação da segurança e eficácia com base no status sorológico. A Takeda e um comitê independente de especialistas em monitoramento de dados estão acompanhando a segurança de forma ativa e contínua.

Sobre o TAK-003

O candidatoàvacina tetravalente da Takeda (TAK-003) tem como base um vírus vivo atenuado da dengue de sorotipo 2, que proporciona a “espinha dorsal” genética para todos os quatro vírus da vacina.6 Os dados clínicos das fases 1 e 2 em crianças e adolescentes mostraram que o TAK-003 induziu respostas imunes contra todos os quatro sorotipos de dengue, tanto nos participantes soropositivos quanto nos soronegativos e, no geral, a vacina demonstrou ser segura e foi bem tolerada.1,2,3,4

Sobre a dengue

A dengue é a doença viral transmitida por mosquitos que se espalha mais rapidamente e é uma das 10 principais ameaçasàsaúde global da Organização Mundial de Saúde em 2019.7,8 A dengue é transmitida principalmente pelos mosquitos Aedes aegypti e, em menor grau, pelos mosquitos Aedes albopictus. Ela é causada por qualquer um dos quatro sorotipos do vírus da dengue, cada um dos quais pode causar dengue ou dengue grave.7 A prevalência de sorotipos individuais varia em diferentes geografias, países, regiões, estações e ao longo do tempo.7,9 A recuperação da infecção por um o sorotipo fornece imunidade ao longo da vida apenas contra esse sorotipo e a exposição posterior a qualquer um dos sorotipos restantes está associada a um risco aumentado de doença grave.7

A dengue é propensa a pandemia, e surtos são observados em áreas tropicais e subtropicais. Recentemente foram registrados surtos em partes dos EUA e da Europa continentais.7,10,11 Cerca de metade do mundo vive atualmente sob a ameaça da dengue, que, segundo estimativas, é a causa de 390 milhões de infecções e 20 mil mortes globalmente a cada ano.7,12 O vírus da dengue pode infectar pessoas de todas as idades e é uma das principais causas de doenças graves em crianças em alguns países da América Latina e Ásia.7

Compromisso da Takeda com as vacinas

As vacinas previnem de 2 a 3 milhões de mortes a cada ano e transformaram a saúde pública global.13 Nos últimos 70 anos, a Takeda forneceu vacinas para proteger a saúde das pessoas no Japão. Hoje, o setor de negócios global de vacinas da Takeda aplica inovação para combater algumas das doenças infecciosas mais desafiadoras do mundo, como a dengue, a zika e o norovírus. Nossa equipe oferece um excelente histórico e um excepcional conhecimento no desenvolvimento, fabricação e acesso global às vacinas para o avanço de uma fonte de suprimentos de vacinas para atender a algumas das necessidades mais urgentes de saúde pública do mundo. Para mais informações, acesse www.TakedaVaccines.com.

Sobre a Takeda Pharmaceutical Company Limited

A Takeda Pharmaceutical Company Limited (TSE:4502/NYSE:TAK) é uma líder biofarmacêutica global, baseada em valores, orientada para P&D, com sede no Japão, empenhada em trazer um saúde melhor e um futuro mais brilhante para os pacientes, traduzindo a ciência em medicamentos altamente inovadores. A Takeda concentra seus esforços de P&D em quatro áreas terapêuticas: Oncologia, Gastroenterologia (GI), Doenças raras e Neurociência. Também fazemos investimentos direcionados em P&D em Terapias e Vacinas Derivadas de Plasma. Estamos nos centrando no desenvolvimento de medicamentos altamente inovadores que contribuem para fazer a diferença na vida das pessoas, avançando rumo a novas opções de tratamento e alavancando nosso mecanismo e recursos de P&D colaborativos para criar um pipeline robusto e diversificado. Nossos funcionários estão comprometidos em melhorar a qualidade de vida dos pacientes e em trabalhar com nossos parceiros em assistência médica em aproximadamente 80 países.

Para mais informações, acesse https://www.takeda.com.

Referências

1 Sáez-Llorens X, Tricou V, et al. Segurança e imunogenicidade de uma versus duas doses da vacina tetravalente da dengue da Takeda: Resultados intermediários de um estudo pediátrico randomizado, controlado por placebo, Fase 2, de longo prazo, na Ásia e na América Latina. Lancet Infect Dis. 2017;17:615-625. Acessado em outubro de 2019.

2 Osorio JE, et al. Segurança e imunogenicidade de uma vacina tetravalente recombinante viva atenuada contra a dengue (DENVax) em adultos saudáveis sem flavivírus na Colômbia: um estudo de Fase 1 randomizado, controlado por placebo. Lancet Infect Dis. 2014;14:P830-838. Acessado em outubro de 2019.

3 Wallace D. Persistência de anticorpos neutralizantes um ano após duas doses de um candidatoàvacina tetravalente contra a dengue recombinante em indivíduos com idade de 1,5 a 45 anos. Apresentado na 64ª Reunião Anual da Sociedade Americana de Medicina Tropical e Higiene; Outubro de 2016; Filadélfia (EUA).

4 Saez-Llorens X, et al. Estudo controlado de Fase 2, duplo-cego e controlado para avaliar a segurança e imunogenicidade de diferentes esquemas do candidatoàvacina tetravalente contra a dengue (TDV) da Takeda em indivíduos saudáveis com idade entre 2 e <18 anos e vivendo em países endêmicos da dengue na Ásia e América Latina. Apresentado na 5ª Reunião da Rede Pan-Americana de Pesquisa em Dengue; Abril de 2016; Galveston (EUA).

5 ClinicalTrials.gov. Eficácia, segurança e imunogenicidade da vacina tetravalente contra a dengue da Takeda (TDV) em crianças saudáveis (TIDES).. 2019. Acessado em outubro de 2019.

6 Huang CY-H, et al. Caracterização genética e fenotípica de sementes manufatureiras para vacina tetravalente contra a dengue (DENVax). PLoS Negl Trop Dis. 2013;7:e2243. Acessado em outubro de 2019.

7 Organização Mundial da Saúde. Ficha informativa. Dengue e dengue grave. Abril de 2019. Acessado em outubro de 2019.

8 Organização Mundial da Saúde. Dez ameaçasàsaúde global em 2019. 2019. Acessado em outubro de 2019.

9 GuzmanMG et al. Dengue: uma ameaça global contínua. Nature Reviews Microbiology. 2010;8:S7-S16. Acessado em outubro de 2019.

10 KnowltonK, et al. Ameaça da dengue transmitida por mosquitos se espalhando nas Américas. Conselho de Defesa dos Recursos Naturais (NRDC). 2009. Acessado em outubro de 2019.

11 Chan E, et al. Uso de dados de consulta de pesquisa na web para monitorar epidemias de dengue: Um novo modelo para vigilância de doenças tropicais negligenciadas. PLoS Negl Trop Dis. 20115:e1206. Acessado em outubro de 2019.

12 Organização Mundial da Saúde. Ficha informativa. Dengue. 2019. Acessado em outubro de 2019.

13 UNICEF. Estatísticas de vacinação e imunização. 2019. Acessado em outubro de 2019.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Contato:

Imprensa – Japão

Kazumi Kobayashi

kazumi.kobayashi@takeda.com

+81 (0) 3-3278-2095

Imprensa – Outros países

Rachel Wiese

rachel.wiese@takeda.com

+1 617 444 1452

Fonte: BUSINESS WIRE

Web Site: