Òmnira lança Letras Contemporâneas na Biblioteca Pública da Bahia

Biblioteca Pública do Estado da Bahia – Salvador 20/4/2013 – A publicação faz homenagem aos jornalistas Frederico de Souza Castro e José de Souza Pinto, mais conhecido como “Zanoto”, dois profissionais que muito fizeram pela divulgação dos autores novos na Bahia, como também em outros estados.

A Editora Òmnira inaugura um novo ciclo literário baiano, com o lançamento da antologia Letras Contemporâneas, que ocorrerá no próximo dia 8 de março (sexta-feira), às 19h, na Biblioteca Pública do Estado da Bahia (Barris). Na apresentação, o poeta e escritor Valdeck Almeida de Jesus escreve que a labuta com literatura deve continuar, pois o celeiro é grande e a fome de leitura aumenta a cada dia. “Novas frentes de batalha se abrem, desafios se colocam no percurso e o espírito guerreiro deve ser alimentado todo dia para fazer frente a novas demandas”. A obra tem a participação de 10 escritores: Audelina Macieira, Celina Moniz, Helena Pires, James Martins, José Cupertino, Magno Tozonna, Rudival de Amparo, Tiago Oliveira, Vera de Carvalho e Vinicius Cardoso.
A publicação faz homenagem aos jornalistas Frederico de Souza Castro e José de Souza Pinto, mais conhecido como “Zanoto”, dois profissionais que muito fizeram pela divulgação dos autores novos na Bahia, como também em outros estados. Fred atuou nos anos 80 no jornal A Tarde, com sua coluna “Livros” e Zanoto no Jornal Correio do Sul, de Varginha em Minas Gerais, com a coluna “Diversos Caminhos”, ambas literárias e ambos muito queridos no meio literário.
Na contracapa do livro, o jornalista e editor Roberto Leal assegura que as palavras marcham firmes, ordeiras, armando estratégias e liderando revoluções, abrindo leques de discursões e assumindo trincheiras. “As palavras marcham firmes, ao extermínio de todas as lutas, levantam bandeiras, domam a ignorância, promovem negociações, limitam a guerra, amenizam a fome, dão sentido a miséria, condenam a corrupção, digladiam com a democracia, que lhe derrotam o poder, de se fazer Justiça. Isso é Letras Contemporâneas!”, diz Leal.
A editora – A Fundação e Selo Òmnira foi fundada em 25 de março de 1998, pelo então hoje seu presidente, o escritor, poeta, articulista, jornalista e editor Roberto Leal. A Òmnira tem no seu selo editorial, uma porta de entrada para novos autores, que recebem assessoria editorial, para a execução da sua obra literária. Como produtora de eventos a entidade já realizou e participou de eventos literários, lançamentos de livros, feiras, recitais poéticos e palestras em SE/PB/CE/MG e SP.
Já foi lembrada por duas vezes com “Moção”, pela Câmara de Vereadores de Salvador, por ter realizado a publicação de uma coletânea poética em homenagem aos aniversários da cidade, “Salvador 450 Anos de Poesia” e que 10 anos depois se repetiu no “Salvador 460 anos de Poesia”, onde publica poetas consagrados da nossa literatura, mesclados com poetas contemporâneos. Letras Contemporâneas é uma das 44 obras publicadas pela Òmnira Editoração & Revista, que no dia 25 de março estará completando 14 anos de uma trajetória literária vitoriosa no mercado editorial brasileiro.

Serviço:
O que: Lançamento do livro “Letras Contemporâneas”
Onde: Na Biblioteca Pública do Estado da Bahia- Rua General Labatut, 27 – Barris, Salvador/BA
Quando: Dia 8 de março (sexta-feira), às 19h.
Entrada: Gratuita.
Editora: Òmnira/BA-2013 – 164 páginas. R$ 25,00
Informações: (71) 8688-8096 / 9722-6805 ou lealomnira@yahoo.com.br / www.fundacaoomnira.com.br
Texto produzido pela ASCOM/Fundação Òmnira

Website: http://www.fundacaoomnira.com.br/

Web Site: